Ligue para nós : +258-248-107-18
E-mail : geral@nana.org.mz

Historias de sucesso

Historias de Sucesso

Rabeca Joaquim faz análise positiva em relação a redução de casos de casamentos prematuros e abandonos escolares em 2018
REFLECT MUDANDO VIDAS “A história do casal Martins e Ismênia”

Martins Calavete da Graça, residente na comunidade de Nigumue (distrito de Lugela), jovem de 35 anos de idade, natural de Munhamade (distrito de Lugela) é casado a 10 anos com Ismênia Cesar Trigo, de 30 anos de idade e natural de Nigumue. Martins e Ismênia tem 5 filhos (2 meninas e 3 rapazes), sendo o mais velho um rapaz de 10 anos e a mais nova com 3 meses. Ambos são membros do Círculo de REFLECT de Nigumue (educação comunitária não formal / habilidades para vida – grupo assistido pela NANA). A esposa está no REFLECT há 3 anos (desde 2016) e o Martins há 2 anos (desde 2017), convidado pela esposa para fazer parte do grupo. “Minha esposa falava todos os dias sobre ensinamentos que ouvia lá no REFLECT, disse que é um bom grupo, que anima muito estar lá porque aprende-se muitas coisas da vida, discute-se problemas da comunidade sobre violência doméstica, casamentos prematuros, leitura e escrita, poupança e assim acabei ganhando vontade de participar também” (Martins). Martins e Ismênia, com os dois filhos mais novos
“REFLECT está a ajudar mesmo a mudar nossa vida lá em casa e de nossos filhos também. Antigamente, quando voltávamos da Machamba eu costumava deixar minha carregar tudo sozinha (enxada no braço, criança no colo e saco de produtos na cabeça), mas agora já não faço isso, já consigo ajudar a minha esposa bem mesmo nos trabalhos, dividimos as tarefas em casa por causa das coisas de debatemos no REFLECT que nos abrem os olhos” (Martins). Martins fez a 6ª Classe em 2005 e por falta de condições dos seus encarregados viu-se obrigado a abandonar a escola. Daí juntou-se com a Ismênia e formaram a sua família, dedicando o seu tempo inteiramente para garantir o sustento da sua jovem família. “Quando entrei no REFLECT em 2017 comecei a ganhar gosto novamente para continuar a estudar por causa das matérias que são discutidas lá, assim, em 2018 matriculei e fiz a 7ª Classe

Photo

"Direito para todos! Assegurados por uma governação inclusiva e participativa"